8 dicas para iniciar um e-commerce

Antes de mais nada, saiba que quaisquer posts ou matérias com 10 passos para a criação de um e-commerce de sucesso é uma grande mentira. Não existe um modelo pronto replicável que vai garantir o sucesso da sua loja virtual. Mas nesse post abordamos algumas dicas valiosas para você começar seu e-commerce com o pé direito.

  1. Entenda seu modelo de negócio
    Muitas empresas que são voltadas para o atacado ou para a produção industrial tentam se aventurar no e-commerce. Isso é uma tendência natural de cortar intermediários e entregar seus produtos direto ao seu consumidor final, garantindo a mensagem e experiência de compra. Porém o modelo de negócio de e-commerce é diferente, e para se adaptar a este novo canal de vendas a empresa deverá desempenhar novas atividades que antes não eram necessárias.
  2. Faça um planejamento
    Escreva todos os detalhes que envolvam seu negócio. Pense na tarefas do dia a dia, nos processos, na estrutura física, na tecnologia e nas integrações (ou atualizações) de sistemas. Com um planejamento certo, você poderá aproveitar seus próprios recursos e reduzir custos. É preciso definir tudo em gestão, marketing, atendimento, tecnologia, logística, estoque, mercado potencial, tipos de produto que irão à venda, área de atuação e valores de investimento.
  3. Pesquise sobre as tecnologias
    Saiba que plataformas não são sistemas, elas necessitam de outros recursos para virar um e-commerce. Só vá em busca da plataforma quando todos os recursos necessários para seu e-commerce forem levantados. Defina as tecnologias necessárias para atingir seu objetivo e verifique quais serviços servirão melhor o seu modelo de negócio. Os Correios não servirão para uma loja de móveis assim como uma plataforma gratuita não servirá para uma operação complexa.
  4. Verifique o que sua plataforma é capaz de integrar
    É necessário que a plataforma de e-commerce seja capaz de integrar outros sistemas, como o de gestão do estoque, de emissões de notas fiscais ou ferramentas de marketing que você já usa. Busque soluções que já conversem entre si e economize dinheiro com integrações caras.
  5. Levante os pontos de contato
    O e-commerce é mais um ponto de contato da sua empresa. É preciso que o canal de venda acompanhe a comunicação, layout da sua empresa e o nível de serviços nos demais canais. Você precisará controlar a experiência do usuário, portanto contrate profissionais para definir a navegação, layout, cores, tipografia e elementos. Sua credibilidade também vem da beleza e facilidade de navegação no seu site.
  6. Trace um plano para começar a produzir conteúdo
    Se você já definiu sua estratégia de marketing, saiba que pode iniciá-la antes mesmo do e-commerce no ar. Você deve ativar suas redes sociais, gerar conteúdo para o blog, captar e-mails, testar anúncios, etc. Além da produção de imagens e vídeos também é preciso produzir textos descritivos, afinal, no e-commerce você possui texto, fotos e vídeos, explore o máximo que puder.
  7. Garanta eficiência operacional
    Faça alguns pedidos teste. Envie alguns produtos para suas principais regiões-alvo. Simule vendas da Black Friday e esteja preparado para a vida real. Defina um modelo de atendimento e coloque todos seus canais para operar em uma única plataforma. Não deixe a embalagem para o início da operação, muitas vezes embalagens personalizadas podem levar até 30 dias para serem produzidas.
  8. Marketing! Marketing! Marketing!
    A dica mais valiosa da CheckStore: levante suas principais origens de tráfego e crie ações específicas para atrair visitantes através de cada uma delas. Tráfego direto, busca orgânica, busca paga, de redes sociais, de e-mails, anúncios e referências. Cada origem possui diferentes aspectos e definir uma estratégia para cada uma delas é uma maneira muito eficiente de começar um e-commerce.

Boa sorte!

Érico Scorpioni

Érico Scorpioni

Érico Scorpioni é Diretor Executivo da CheckStore e entusiasta do e-commerce. Iniciou sua carreira no e-commerce como cliente, depois lojista e então fundou a CheckStore em 2015 com o objetivo de democratizar o e-commerce de alto nível, tendo como um dos principais desafios compartilhar conhecimento e experiências do dia a dia do comércio eletrônico aqui no Blog da CheckStore.