Como o e-business vem transformando as empresas

By agosto 1, 2018E-business

O e-business tem como objetivo melhorar a competitividade de uma organização por de tecnologias de informação e comunicação. O e-business não envolve simplesmente o uso da tecnologia para automatizar os processos existentes, mas conseguir evoluir processos pela aplicação da tecnologia, dentro da empresa, com parceiros ou clientes.

O comércio eletrônico é um ótimo exemplo de e-business. Automatiza o atendimento, personaliza a experiência de consumo, otimiza a cadeia de distribuição e possui alta escalabilidade. Torna processos antes manuais, em fluxos automatizados de informação que geram competitividade, reduzem custos e agregam valor através de conexões anteriormente impossíveis.

A gestão de e-business envolve a análise de como as comunicações eletrônicas podem ser usadas para melhorar todos os aspectos do gerenciamento da cadeia de suprimentos de um organização. Além disso, envolve a otimização da cadeia de valores de uma organização, através de atividades agregadoras de valor que conectam o abastecimento (produção) à demanda (consumo) de uma empresa.

A transformação digital é o termo da vez e tem muita relação com o e-business. Basicamente, empresas que ainda não adotaram o e-business como metodologia de gestão empresarial são aquelas que precisam ou estão passando pela transformação digital. É muito mais do que apenas introduzir avanços tecnológicos em nossas empresas: é uma mudança radical de paradigmas que está modificando a forma de se fazer negócios. Não há empresa no mundo que esteja imune às metamorfoses trazidas por essa inevitável evolução. Para ser bem-sucedido no gerenciamento do e-business, é preciso ter um amplo conhecimento dos diferentes processos e atividades do negócio por toda a cadeira de valores, como marketing, vendas, até o o desenvolvimento de novos produtos, manufatura e logística. Por isso que o e-business está mais ligado à estratégia que à tecnologia, não deve ser um projeto da área de TI, mas um projeto global da empresa.

Como o e-business vem transformando as empresas?

Transformando a experiência do cliente

  • Compreensão do cliente: avaliação de comportamento dos clientes e prospects em mídias sociais, análises geográficas, de mercado e marketing digital são alguns dos meios utilizados para entender o consumidor e entregar valor de forma mais assertiva.
  • Crescimento de vendas: as novas possibilidades tecnológicas são utilizadas como ferramentas para potencializar o relacionamento com o cliente e aumentar receitas.
  • Pontos de contato: com a multiplicação de canais, o consumidor pode resolver suas necessidades de forma digital, de maneira mais ágil para ele (muitas vezes autônoma) e mais barata para a empresa.

Transformando processos operacionais

  • Digitalização de processos: as pessoas se ocupam com atividades mais estratégicas e inteligentes, e a automação dá conta de tudo que pode ser feito por máquinas e sistemas.
  • Desenvolvimento profissional: com o trabalho concentrado no ambiente on-line, a comunicação fica mais rápida e as equipes ganham produtividade com o contato horizontal.
  • Gestão do desempenho: a transformação digital está realmente mudando o processo de tomada de decisão estratégica, com gestão orientada por dados (data-driven) e transparência operacional.

Transformando o modelo de negócio

  • Negócios digitalmente modificados: não se trata de mudar a forma como se gerencia a tecnologia, e sim a forma como se faz negócios a partir das necessidades do cliente e das possibilidades oferecidas pelas ferramentas.
  • Novos negócio digitais: novos produtos ou serviços complementam a atividade original entregando um produto ampliado.
  • Globalização digital: as empresas deixam de ser multinacionais e se tornam globais. Utilizam serviços digitais globais de forma integrada, têm mais agilidade na tomada de decisão e podem fazer negócios internacionais como se estivesse na cidade ao lado.
Érico Scorpioni

Érico Scorpioni

Érico Scorpioni é Diretor Executivo da CheckStore e entusiasta do e-commerce. Iniciou sua carreira no e-commerce como cliente, depois lojista e então fundou a CheckStore em 2015 com o objetivo de democratizar o e-commerce de alto nível, tendo como um dos principais desafios compartilhar conhecimento e experiências do dia a dia do comércio eletrônico aqui no Blog da CheckStore.