Close

abril 2, 2018

Conteúdo para e-commerce

Muitos de vocês são bombardeados constantemente com mensagens sobre a importância do inbound marketing na estratégia de e-commerce. Conteúdo é Rei, eles dizem! Mas conteúdo é mais amplo do que posts no blog e vamos passar os principais pontos de um relatório da consultoria L2 Intelligence sobre qual o caminho que os principais e-commerces do mundo estão seguindo até a compra.

Antes de mais nada. Quem são os principais e-commerces?

As principais marcas fitness do mundo, as principais montadoras, cosméticos, eletrônicos, moda e acessórios.

Para onde as marcas tem levado os consumidores?

O gráfico apresenta uma tendência das principais marcas em enviar os usuários diretamente para a página de produto. Isto significa que uma comunicação direcionada ao produto tem gerado mais resultado para as marcas do que levar os usuários para as categorias ou coleções.

Causando uma boa impressão

A maioria das lojas tem usado a página inicial para aumentar o conhecimento sobre as linhas de produtos e lançamentos, porém as principais marcas do e-commerce americano também tem utilizado a página inicial para incluir conteúdo social, conteúdo institucional e recomendações de produto inteligentes.

Principais recomendações:

  1. Chute com a perna boa: os principais líderes do mercado estão caprichando no conteúdo da página inicial através de tecnologias de personalização para apresentar os produtos de melhor venda de acordo com o estágio no funil de vendas ou histórico de compra
  2. Conteúdo de usuário como aliado: as marcas mais inteligentes utilizam de conteúdo gerado por usuários, chamado de UGC (user-generated content), como avaliações ou fotos de redes sociais em páginas de produto e editoriais. Também fazem parcerias com influencers para produzir conteúdo que se conecta melhor com suas audiências.
  3. Aproximando o carrinho: ao passo que filtros no catálogo, instagram com links de produto e e-mails de carrinho abandonado tem sido amplamente utilizados, ainda há muito espaço para evoluir na tentativa de levar o usuário do conteúdo editorial para a página de produto.
  4. Coisas que brilham os olhos: apesar da promessa de diferenciação, as tecnologias emergentes como realidade aumentada, aprendizado de máquina e bots ainda não foram amplamente usadas para serem provadas. É importante focar os esforços em ter uma base sólida como informações completas, tabela de medidas, zoom, navegação mobile, checkout fácil e busca eficiente.

A recomendação da CheckStore é buscar seu próprio caminho através da experimentação (testes A/B), porém se você quiser seguir a maioria, veja o relatório completo (em inglês) acessando: https://www.l2inc.com/research/content-commerce-2018

The following two tabs change content below.
Érico Scorpioni

Érico Scorpioni

Diretor Executivo da CheckStore, entusiasta do e-commerce em constante busca pela eficiência operacional em um mercado cada vez mais competitivo.

Deixe uma resposta