Amazon pode fechar AWS e Marketplace na China

By abril 18, 2019E-commerce

A participação de mercado da empresa no setor de comércio eletrônico é relativamente pequena, em comparação com o Alibaba e o JD.com.

https://www.asiatimes.com/2019/04/article/amazon-may-close-e-commerce-cloud-business/

Voltando atrás

A Amazon provavelmente anunciará o fechamento de seus negócios de e-commerce e nuvem na China, informou o Beijing Business Today.

Há especulações de que a gigante de tecnologia dos EUA decidiu fechar seus principais negócios na China, com exceção do Kindle e do e-commerce cross-border, disse o relatório, acrescentando que o anúncio será feito em algum momento nesta semana. A Amazon não ofereceu uma resposta imediata ao pedido de comentários dos jornais.

Atualmente, a Amazon tem quatro unidades de negócios principais na China: e-commerce cross-border, Amazon Read, logística e os serviços de computação em nuvem.

A notícia não é uma surpresa, disse uma fonte da indústria. A participação de mercado da Amazon no setor de comércio eletrônico chinês é relativamente pequena, em comparação com seus concorrentes Alibaba e JD.com, e para o e-commerce cross-border na China, a Amazon tem apenas 5,9% de participação no segundo trimestre em 2018, enquanto a Tmall International respondia por 29,1%, a NetEase Kaola 22,6% e a JD Global 13,7%.

Motivos

O principal motivo da Amazon não ter se desenvolvido na China em relação aos demais mercados se dá por conta da forte concorrência de empresas capitalizadas, modernas e com grande envolvimento no governo chinês.

Além da concorrência, a cultura é uma grande barreira e as empresas locais conseguiram ler o mercado e o consumidor para desenvolver soluções mais adaptadas ao mercado. Muito parecido com o que temos no Brasil.

Futuro

Enquanto os acionistas reclamam que a dominação global da Amazon será freada pelos chineses, a maior empresa do mundo deverá explorar outros mercados emergentes como o Brasil. O que deveremos ver por aqui (Brasil) nos próximos anos é a entrada das empresas chinesas ofertando seus serviços para um mercado consumidor muito parecido com sua terra natal: logística complexa, alcance limitado e conexão móvel.

Érico Scorpioni

Érico Scorpioni

Érico Scorpioni é Diretor Executivo da CheckStore e entusiasta do e-commerce. Iniciou sua carreira no e-commerce como cliente, depois lojista e então fundou a CheckStore em 2015 com o objetivo de democratizar o e-commerce de alto nível, tendo como um dos principais desafios compartilhar conhecimento e experiências do dia a dia do comércio eletrônico aqui no Blog da CheckStore.