Blog CheckStore

Artigos verdadeiros sobre comércio eletrônico (sem promessas), escritos por quem vive o dia a dia do e-commerce. 

WhatsApp apresenta funcionalidades de comércio eletrônico

Tempo de leitura: 2 minutos Durante o F8, evento que apresenta as novidades da família Facebook, o CEO da companhia Mark Zuckerberg anunciou novas funcionalidades de comércio eletrônico para o WhatsApp. O app vai liberar no próximos meses uma funcionalidade que permite lojas e empresas que utilizam o WhatsApp Business a apresentar seu catálogo de produtos e serviços diretamente no app através de uma interface padronizada. Muito provável que esta funcionalidade seja fornecida a partir do Facebook Business, que compartilha o catálogo de produtos com a conta empresarial do Instagram e também a página do Facebook da empresa. “Em um ano, milhões de pequenos negócios

Continuar lendo »

Vendas mobile em queda: nós amamos telas grandes

Tempo de leitura: 2 minutos Pode ser um grande choque para todos os lojistas que investiram tanto tempo e dinheiro melhorando a experiência mobile de suas lojas virtuais, mas um novo relatório da Forrester mostra uma significativa queda nas vendas via mobile mesmo com o crescimento geral do e-commerce nos EUA. A pesquisa, baseada numa amostragem de 50.000 adultos nos EUA e 6.000 no Canadá, concluiu que no ano de 2017 apenas 36% das vendas online vieram de dispositivos móveis, contra 43% no ano de 2016. O e-commerce cresceu 14% deste período. Quando perguntados o motivo, 51% dos participantes responderam que é mais fácil comprar

Continuar lendo »

Mobile Commerce tomando força

Tempo de leitura: 2 minutos O comércio eletrônico através de dispositivos móveis (mobile commerce ou m-commerce) é uma oportunidade de conquistar clientes que vivem cada vez mais conectados. Smartphones já são os dispositivos mais populares para conclusão de transações on-line, superando tablets por 1 ponto percentual e desktops por 5 pontos. Em novembro de 2015 a Mobile Marketing Association (MMA) descobriu que o usuário mobile no Brasil apresenta um comportamento de compra multicanal. Uma das ações mais freqüentes foi pesquisar produtos e preços através de dispositivos móveis, mas finalizar em um desktop. Este comportamento foi mais comum entre os entrevistados mais velhos, 39% dos usuários entre 45 a 55 anos. Mas mesmo entre idades de 14

Continuar lendo »

Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, vamos supor que você está de acordo com isso. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.