Mobile Commerce tomando força

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Tempo de leitura: 2 minutos

O comércio eletrônico através de dispositivos móveis (mobile commerce ou m-commerce) é uma oportunidade de conquistar clientes que vivem cada vez mais conectados. Smartphones já são os dispositivos mais populares para conclusão de transações on-line, superando tablets por 1 ponto percentual e desktops por 5 pontos.
Em novembro de 2015 a Mobile Marketing Association (MMA) descobriu que o usuário mobile no Brasil apresenta um comportamento de compra multicanal. Uma das ações mais freqüentes foi pesquisar produtos e preços através de dispositivos móveis, mas finalizar em um desktop. Este comportamento foi mais comum entre os entrevistados mais velhos, 39% dos usuários entre 45 a 55 anos. Mas mesmo entre idades de 14 a 24, 31% dos consumidores realizaram uma pesquisa pelo celular e foram para um computador apertar o botão de compra.
O m-commerce também se aproveita da interatividade com as redes sociais para potencializar as vendas. Nessa modalidade, é possível compartilhar suas experiências de compra virtual com seus amigos, o que amplifica a influência da marca e aumenta as chances de novas vendas. Funcionalidades de compartilhamento em troca de descontos também é uma alternativa.
Usar um telefone celular para comparar preços nas lojas físicas, também é prática comum no Brasil. Uma parcela menor dos entrevistados disseram que, devido ao contínuo desconforto com a segurança do comércio eletrônico, eles pesquisaram on-line, mas acabaram por comprar em lojas físicas.
Considerando smartphones e tablets, o comércio eletrônico pode ser feito de algumas formas: sites mobile, sites responsivos ou aplicativos. Segundo o diretor sênior de Merchant Services no Paypal, Bill Zielke, “Desenvolver uma experiência de compra pelo celular é mais arte do que ciência, layouts com botões grandes, o mínimo de texto, rolagem e um checkout rápido são fundamentais para a conversão”. Dados de uma pesquisa da Criteo mostram o crescimento das transações mobile a um ritmo acelerado, podendo em breve ultrapassar as transações feitas pelo desktop.
Baseado na atividade na plataforma do Criteo durante o último quadrimestre de 2015, os usuários brasileiros são multidispositivo e possuem a mesma probabilidade de completar um pedido no comércio eletrônico através de qualquer canal digital, seja desktop, mobile ou tablet.

Para empresas que buscam uma experiência mais completa, a melhor opção são os aplicativos, pois trazem a vantagem de serem desenvolvidos para hardware e sistema operacional específicos. .Já a web móvel traz grande flexibilidade e alcance de público, com a vantagem de ser evoluída sem a necessidade de atualização de um aplicativo.
Fato é que ambas as opções surgem como ótimas alternativas para uma nova realidade de mercado, resta saber quem sairá na frente.
Links úteis:
http://www.entrepreneur.com/article/252278
http://www.criteo.com/media/1894/criteo-state-of-mobile-commerce-q1-2015-ppt.pdf
http://www.emarketer.com/Article/Mobile-Edges-Desktop-Purchase-Completion-Brazil/1013479

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba nossos conteúdos sobre e-commerce.

Ao clicar em INSCREVER-SE você concorda com nossa Política de Privacidade.

Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, vamos supor que você está de acordo com isso. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.