Estratégias para selecionar influencers

Influencers. Parece que todas as campanhas e resultados na social media dependem deles. Em parte é verdade, mas não vamos nos esquecer que “influencer” é uma nomeclatura para descrever o formador de opinião dos tempos atuais.

Antes do domínio das redes sociais, a mídia (e a audiência) era controlada por grandes veículos de comunicação e seus personagens (atores, atrizes, músicos e apresentadores) eram os formadores de opinião. Assim como hoje, as marcas dependiam da empatia e poder de convencimento da celebridade para promover seu produto, porém veiculavam seus anúncios e conteúdos em jornais, revistas, televisão, rádio e mídia exterior em busca da audiência. Hoje, cada influenciador tem a sua própria audiência: seus seguidores.

O estudo

Entendendo este cenário, a consultoria L2 Inc realizou um estudo sobre as estratégias de seleção de influenciadores adotadas pelas marcas. Segue as principais descobertas:

  • 42% das vezes onde um influenciador foi marcado no Instagram de uma marca percebeu-se um aumento em engajamento, principalmente em ações com micro-influenciadores e grandes celebridades
  • Apesar da performance fraca dos macro-influenciadores em geral, existem diversas contas que possuem alto engajamento e que geram resultados 2x maior que a média analisada
  • A tradicional parceria com celebridades para endosso de marcas pode gerar um boom nas redes sociais, desde que haja uma parceria de longo prazo com geração de conteúdo constante

Risco vs. Recompensa

Apesar do investimento pesado em influencer marketing no ano de 2017, a maior parte dos resultados não tem sido tão positivo para as marcas. Utilizar influenciadores que possuem contas abaixo de 100mil seguidores pode ajudar muito no engajamento, assim como contas de grandes celebridades. O principal objetivo na escolha de quem deve falar da sua marca é a o alinhamento do produto com a própria naturalidade do influenciador. Deve-se buscar pessoas e comunidades que realmente tenham interesse comum no seu produto.

O estudo analisou 837 marcas em 11 verticais diferentes, levando em conta 8000 influencers no Instagram.

O que as marcas devem pensar

  • Encontrar os diamantes: enquanto alguns níveis de influenciadores geram, em média, baixos resultados, as melhores contas se encontram exatamente nesta faixa. Busque o diamante bruto para sua audiência.
  • Identifique um arquétipo: marcas precisam selecionar influenciadores com objetivos de marketing claros em mente, desta forma a seleção se dará de forma mais objetiva.
  • Envolvimento da marca: para maximizar os resultados de uma parceria com grandes influenciadores, as marcas precisam coordenar a criação e publicação de conteúdo em ambas as redes, por um período significativo para garantir a transferência de seguidores qualificados.

Como fazer?

Quais perguntas você deve responder para acertar na estratégia:

  • Como utilizar as redes e o tipo de conteúdo do influenciador para gerar resultado para minha marca?
  • Como será a estrutura, promoção e sustentação da ação com o influenciador? (não deixe nas mãos de Deus!)
  • Como utilizar o conteúdo e imagem do influenciador nas próprias redes da marca?

Boa sorte na sua campanha!

Érico Scorpioni

Érico Scorpioni

Érico Scorpioni é Diretor Executivo da CheckStore e entusiasta do e-commerce. Iniciou sua carreira no e-commerce como cliente, depois lojista e então fundou a CheckStore em 2015 com o objetivo de democratizar o e-commerce de alto nível, tendo como um dos principais desafios compartilhar conhecimento e experiências do dia a dia do comércio eletrônico aqui no Blog da CheckStore.